Não é só mais uma “blusinha”

consumo de moda

Compartilhe

Compartilhe

A moda deveria ser para todo mundo, mas infelizmente ainda não é.

O consumo de moda ainda tem muito o que evoluir no Brasil. O nosso país ainda tem uma consciência estética rasa e superficial.

São poucas as pessoas que veem que roupa boa é aquela que tem qualidade e pode ser usada por toda a vida.

O consumo de moda trendy

Com a falta de consciência estética que ainda temos em nosso país, muitas pessoas ainda acreditam que pagar pouco por uma peça que está na moda é a maior vantagem do mundo.

Entretanto, estou aqui para te dizer que não é. Todo produto que é barato demais, custa muito caro para alguém. A matemática simplesmente não fecha…

Para que a cadeira seja saudável, as empresas que produzem roupas precisam comprar de fornecedores idôneos, remunerar seus funcionários com o valor justo, ser socialmente e ambientalmente responsável, além de pagar corretamente os seus impostos.

Além de tudo isso, a empresa ainda precisa de lucro para manter o negócio vivo. Ou seja, um consumo de moda saudável custa muito caro.

Por exemplo, você compraria uma casa para morar se soubesse que ela foi construída sem o acompanhamento de um engenheiro, desrespeitando alicerces fundamenteis e com um reboco que cai ao tocar?

Compraria um carro muito barato, com os pneus completamente carecas e que diz ter airbag, mas não tem?

Por que no consumo de moda, pagar barato demais é visto como a maior vantagem do mundo?

A verdade por trás do consumo de moda

Parte dessa desvalorização do consumo de moda se deve pela falta de conhecimento, já que as pessoas desconhecem e ignoram a complexidade da cadeia de produção.

No preço de uma roupa, é preciso estar embutido todo o custo do processo de criação e produção, desde a compra do fio para fabricação das malhas e tecidos até a venda para o consumidor final.

A grande maioria das pessoas não faz ideia das técnicas necessárias, de todo o estudo envolvido, e todo o tempo gasto para chegar até uma “camisetinha básica”.

Se você que chegou até aqui tem alguma relação com a moda, saiba que uma revolução é necessária e urgente, e é nosso dever comunicar isso para sociedade.

Sempre que tiver possibilidade, explique para seus clientes cada parte que compõe o produto, demonstre as características e benefícios de cada peça e fale sobre o valor que agregará para a pessoa que compra.

Elimine do seu vocabulário e de quem estiver perto de você aquela frase “é só mais uma blusinha”.

Para um consumo de moda consciente, precisamos entender que não, não é só mais uma blusinha.

É uma blusa que foi criada por alguém, que passou pelas mãos de dezenas de outras pessoas e chegou até você para te deixar mais feliz. Seja porque disfarçou algo que você não gosta no seu corpo, porque te deu segurança para aquela entrevista de emprego, porque fez você sentir-se extremamente confortável, porque fez você ficar parecida com seu ídolo ou simplesmente porque te abraçou.

A moda é para todos. Mas precisamos valorizar a nossa produção, falar sobre a transformação que as roupas podem trazer para que outras pessoas entendam e respeitem o nosso negócio.

Veja mais posts:

Moda Sustentável

Brechós: de onde vieram e para onde vão

Compartilhe

Você tem o hábito de comprar em brechós? Pois saiba que esta é uma tendência forte de comportamento, não apenas pela possibilidade de encontrar peças raras a preços acessíveis, como também por incentivar o consumo consciente na moda.

Tendências

Top 10 tendências vistas no MET Gala

Compartilhe

O Met Gala é a noite mais fashion do ano. No dia 06/05, as celebridades se reuniram em Nova York para uma grande festa beneficente, que apoia a preservação do Costume Institute, a ala de figurinos do Metropolitan Museum of Art.

Conecte-se comigo:

@joyalano_

Rua Arão Marques Firmo, 50 - Vila Nova - Blumenau/SC

Política de Privacidade | Termos de Uso | Contato

©2021 por JOY ALANO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

plugins premium WordPress